Notícias

IAPO lança materiais para advocacy por segurança do (im)paciente

No dia 17 de setembro foi o Dia Mundial da Segurança do (Im)paciente e a Aliança Internacional das Organizações de (Im)pacientes lançou um pacote de materiais adaptáveis para que as pessoas possam se engajar e exigir a segurança e o engajamento/consulta da população atendida em unidades de saúde.

3606122850?profile=RESIZE_710xA segurança nos cuidados de saúde é uma preocupação global, devido ao aumento do número de pessoas que sofrem danos evitáveis ​​ou que correm o risco de sofrer lesões ao receber cuidados de saúde. O dano a usuario devido a eventos adversos é uma das principais causas de morte e incapacidade em todo o mundo. A cada ano, estima-se que 134 milhões de eventos adversos ocorram devido a cuidados inseguros em hospitais de países de baixa e média renda, contribuindo para 2,6 milhões de mortes, enquanto aproximadamente 1 em cada 10 pacientes é prejudicado ao receber atendimento hospitalar em países de alta renda.

O endosso do Dia Mundial da Segurança do Paciente na 72ª Assembléia Mundial da Saúde mostrou que, embora os sistemas de saúde e sua eficácia sejam diferentes de país para país, os problemas de segurança do usuário têm causas muito semelhantes, se não as mesmas, em todos os países. Isso significa que, se todas as regiões e países pretendem alcançar a UHC, a questão da segurança do paciente deve ser cuidadosamente considerada e priorizada.

Por meio dessa campanha global, mobilizaremos pessoas, profissionais de saúde, formuladores de políticas, acadêmicos, pesquisadores, redes profissionais e o setor de saúde para "Falar pela segurança do (im)paciente!".

A campanha convida todas as partes interessadas em saúde a colaborar com os governos para promover e apoiar iniciativas de segurança do paciente. Nosso objetivo é aumentar a conscientização entre os formuladores de políticas, líderes da área da saúde, profissionais da saúde e outras partes interessadas importantes sobre a necessidade de formular políticas, criar uma cultura de trabalho e prestar assistência onde a segurança dos pacientes é uma prioridade. A campanha também procura ajudar os usuários a estarem mais conscientes e envolvidos em seus próprios cuidados.

Um princípio fundamental da Declaração de Assistência Médica Centrada no Paciente da IAPO é que os usuários devem ter acesso a tratamentos seguros, de qualidade e adequados, conforme garantido por suas condições. Se o princípio da segurança da pessoa não for adequadamente garantido nas políticas e práticas de saúde, nenhum sistema de saúde poderá ser visto como verdadeiramente centrado na pessoa. Portanto, o Dia Mundial da Segurança do Paciente apresenta uma oportunidade para advogar cuidados de saúde mais seguros para todos, responsabilizando todas as partes interessadas pelos compromissos que assumiram em priorizar a segurança do paciente em todos os países.

Somente a colaboração de várias partes interessadas permitirá esboçar as etapas necessárias para lidar com a segurança do paciente para todos, pois é um problema que se estende por vários níveis. 

Para ler a matéria na íntegra, acesse.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Fórum Intersetorial para Combate às DCNTs no Brasil.

Join Fórum Intersetorial para Combate às DCNTs no Brasil